Rosemary's Baby (1968) de Roman Polanski

Rosemary’s Baby (1968) de Roman Polanski

O primeiro filme de Polanski na América, Rosemary’s Baby (A Semente do Diabo, 1968), revela desde logo alguns dos traços que marcariam a carreira do realizador polaco, e serve ao mesmo tempo para deixar uma inquietante e inesquecível primeira impressão

Rosemary's Baby (1968) de Roman Polanski

Rosemary’s Baby (1968) de Roman Polanski

O primeiro filme de Polanski na América, Rosemary’s Baby (A Semente do Diabo, 1968), revela desde logo alguns dos traços que marcariam a carreira do realizador polaco, e serve ao mesmo tempo para deixar uma inquietante e inesquecível primeira impressão

pandora

Die Büchse der Pandora (1929) de Georg Wilhelm Pabst

Se Die Büchse der Pandora (A Boceta de Pandora, 1929) é hoje um dos mais aclamados filmes mudos e se a sua protagonista, Louise Brooks, se tornou um ícone incontornável da história do cinema isso deve-se em boa parte a

pandora

Die Büchse der Pandora (1929) de Georg Wilhelm Pabst

Se Die Büchse der Pandora (A Boceta de Pandora, 1929) é hoje um dos mais aclamados filmes mudos e se a sua protagonista, Louise Brooks, se tornou um ícone incontornável da história do cinema isso deve-se em boa parte a

mauvais-sang-1986-08-g

Mauvais sang (1986) de Leos Carax

 Ferme tes jolis yeux cette nuit, ma petite Lise, ferme tes jolis yeux, car la vie est un songe. Alex canta para adormecer a sua petite Lise num doce prelúdio de abandono, tragédia menor face à de La petite Lise

mauvais-sang-1986-08-g

Mauvais sang (1986) de Leos Carax

 Ferme tes jolis yeux cette nuit, ma petite Lise, ferme tes jolis yeux, car la vie est un songe. Alex canta para adormecer a sua petite Lise num doce prelúdio de abandono, tragédia menor face à de La petite Lise

vfno

MOTELx 2014: o aftermath

Carlos Natálio (CN) e Luís Mendonça (LM) fazem o balanço da 8ª edição do MOTELx, destacando alguns dos seus melhores filmes e reflectindo sobre as causas de sucesso do festival. Se na antevisão escrevia que este era um festival onde

vfno

MOTELx 2014: o aftermath

Carlos Natálio (CN) e Luís Mendonça (LM) fazem o balanço da 8ª edição do MOTELx, destacando alguns dos seus melhores filmes e reflectindo sobre as causas de sucesso do festival. Se na antevisão escrevia que este era um festival onde

Thx 1138 (1971) de George Lucas 2

THX 1138 de George Lucas: a graça da nudez

Em algum momento iniciático de THX 1138 (1971) [ele começa a amá-la, ou a perceber-se como amante], o homem sussurra-nos: “Mas não há nada em comum entre nós, a não ser o mesmo espaço”. Liberado pelo Abre-te-sésamo desta sentença, o espaço manifesta-se enfim como existente: ao tumulto semiótico de que o filme se nutria

Thx 1138 (1971) de George Lucas 2

THX 1138 de George Lucas: a graça da nudez

Em algum momento iniciático de THX 1138 (1971) [ele começa a amá-la, ou a perceber-se como amante], o homem sussurra-nos: “Mas não há nada em comum entre nós, a não ser o mesmo espaço”. Liberado pelo Abre-te-sésamo desta sentença, o espaço manifesta-se enfim como existente: ao tumulto semiótico de que o filme se nutria

Honeymoon (2014) de Leigh Janiak

MOTELx 2014: amigos intestinais, núpcias de sangue e canibalismo social

Carlos Natálio (CN), Luís Mendonça (LM) e Ricardo Vieira Lisboa (RVL) percorrem os últimos dias de MOTELx, com textos dedicados a alguns dos mais importantes filmes no festival, tais como The Raid 2, Coherence, Os Canibais, La danza de la realidad e Honeymoon. Bad Milo!

Honeymoon (2014) de Leigh Janiak

MOTELx 2014: amigos intestinais, núpcias de sangue e canibalismo social

Carlos Natálio (CN), Luís Mendonça (LM) e Ricardo Vieira Lisboa (RVL) percorrem os últimos dias de MOTELx, com textos dedicados a alguns dos mais importantes filmes no festival, tais como The Raid 2, Coherence, Os Canibais, La danza de la realidad e Honeymoon. Bad Milo!

The Scarlet Empress (1934) de Josef von Sternberg

The Scarlet Empress (1934) de Josef von Sternberg

Em jeito de exórdio, poder-se-ia dizer que The Scarlet Empress (A Imperatriz Vermelha, 1934) é um filme sobre a deformação da alma. Fim do exórdio. Assumindo com firmeza o descuramento de rigor em relação aos factos históricos, Sternberg e o director

The Scarlet Empress (1934) de Josef von Sternberg

The Scarlet Empress (1934) de Josef von Sternberg

Em jeito de exórdio, poder-se-ia dizer que The Scarlet Empress (A Imperatriz Vermelha, 1934) é um filme sobre a deformação da alma. Fim do exórdio. Assumindo com firmeza o descuramento de rigor em relação aos factos históricos, Sternberg e o director

the-babadook-is-real-and-you-can-t-get-rid-of-him-89bb0a4a-ac2b-4415-b5db-d90b843b0af0

MOTELx 2014: mamãe papão e samurais em nightgown

Nos primeiros dois dias da oitava edição do MOTELx Carlos Natálio (CN), Luís Mendonça (LM) e Ricardo Vieira Lisboa (RVL) passeiam-se entre a ameaça da mamãe papão trazida pela australiana Jennifer Kent, o estudo sobre a ganância espanhola de Álex

the-babadook-is-real-and-you-can-t-get-rid-of-him-89bb0a4a-ac2b-4415-b5db-d90b843b0af0

MOTELx 2014: mamãe papão e samurais em nightgown

Nos primeiros dois dias da oitava edição do MOTELx Carlos Natálio (CN), Luís Mendonça (LM) e Ricardo Vieira Lisboa (RVL) passeiam-se entre a ameaça da mamãe papão trazida pela australiana Jennifer Kent, o estudo sobre a ganância espanhola de Álex

Cold wa(te)r on terror

Jessica Chastain adere ao “Ice Bucket Challenge”, o fenómeno da silly season que tem levado celebridades a enfrentarem desconfortáveis banhos gelados, num gesto de solidariedade com a causa da ALS Association: encontrar a cura para a esclerose múltipla amiotrófica. A executante do balde

Cold wa(te)r on terror

Jessica Chastain adere ao “Ice Bucket Challenge”, o fenómeno da silly season que tem levado celebridades a enfrentarem desconfortáveis banhos gelados, num gesto de solidariedade com a causa da ALS Association: encontrar a cura para a esclerose múltipla amiotrófica. A executante do balde

Os Maias (2014) de João Botelho

Os Maias (2014) de João Botelho

A obra de Eça de Queiroz (ou Queirós, como se preferir) já deu azo a algumas adaptações cinematográficas – por exemplo, O Cerro dos Enforcados (1954) de Fernando Garcia, que será exibido por estes dias no festival MOTELx (e sobre

Os Maias (2014) de João Botelho

Os Maias (2014) de João Botelho

A obra de Eça de Queiroz (ou Queirós, como se preferir) já deu azo a algumas adaptações cinematográficas – por exemplo, O Cerro dos Enforcados (1954) de Fernando Garcia, que será exibido por estes dias no festival MOTELx (e sobre

jodorowsky

Os que estão no incoerente MOTELx 2014

Em todas as antevisões de festivais que vou fazendo procuro respeitar aquela velha regra do futebol traduzida na proverbial explicação: “Só me interessa falar dos que cá estão.” Mas não estaria a ser inteiramente justo com o espírito do festival se seguisse à letra essa regra.

jodorowsky

Os que estão no incoerente MOTELx 2014

Em todas as antevisões de festivais que vou fazendo procuro respeitar aquela velha regra do futebol traduzida na proverbial explicação: “Só me interessa falar dos que cá estão.” Mas não estaria a ser inteiramente justo com o espírito do festival se seguisse à letra essa regra.

O Cerro dos Enforcados (1958) de Fernando Garcia

O Cerro dos Enforcados (1954) de Fernando Garcia

No âmbito da secção Quarto Perdido do MOTELx dedicada a encontrar os filmes portugueses que ao longo dos anos roçaram o terror e o fantástico, este ano são apresentados dois títulos que adaptam contos da “literatura negra”/”narrativa gótica”/”poesia tumular”, O Cerro

O Cerro dos Enforcados (1958) de Fernando Garcia

O Cerro dos Enforcados (1954) de Fernando Garcia

No âmbito da secção Quarto Perdido do MOTELx dedicada a encontrar os filmes portugueses que ao longo dos anos roçaram o terror e o fantástico, este ano são apresentados dois títulos que adaptam contos da “literatura negra”/”narrativa gótica”/”poesia tumular”, O Cerro