Mariko Okada, a musa (im)provável

«Um filme é como um espelho: se um macaco nele se mira, não é, evidentemente, a imagem dum apóstolo a que aparece.»

Últimas

Artigos relacionados